top
Image Alt

Igreja Sainte-Clotilde

A nossa história

Santa Clotilde

Clotilde, nascida em 474, é uma princesa da Borgonha que se tornou rainha dos Francos ao se casar com o rei Clóvis em 493. Clotilde, que morou em Genebra, tornou-se santa postumamente. Segundo São Gregório de Tours, ela exerceu uma influência sobre o marido para levá-lo ao batismo e convertê-lo à religião católica. Após a morte de seu marido em 511, ela se aposentou da vida política e fundou dois estabelecimentos religiosos: a basílica de Saint-Germain em Auxerre e o oratório de Saint-Georges perto de Chelles (França). Clotilde faleceu no ano 545, em Tours.

 

Em 1469, Genebra foi devastada por uma terrível epidemia de peste. Os curadores da cidade então se preocuparam com o estabelecimento de um hospício para as vítimas da peste; a escolha recaiu no atual bairro da Jonction, que ficava suficientemente longe das muralhas da cidade. Em 1482, foi lançada a primeira pedra para este hospício, cujos edifícios incluíam uma capela, onde se localizaria, décadas mais tarde, a igreja de Santa Clotildee.

 

Em 1911, após muitos altos e baixos financeiros, dois terrenos foram adquiridos pelos católicos da Jonction. As origens são moodestas: um galpão de carvão foi transformado em igreja e, ao lado dele, uma casa de habitação passou a ser a cura, local de residência dos abades da nova freguesia. No mesmo ano a Igreja Católica de Sainte-Clotilde, no distrito de La Jonction (Genebra), foi dedicada a esta santa « genebrina ».

 

Em 1945, a freguesia foi associada às festas celebradas em Genebra por ocasião do XIV centenário da morte de Santa Clotilde, Rainha de França. Essas celebrações foram organizadas de maneira grandiosa pela Federação Católica de Genebra. Eles foram notadamente marcados por um ofício pontifício celebrado pelo Arcebispo de Besançon, Monsenhor Dubourg. Foi por ocasião dessas celebrações que o Conselho de Estado de Genebra decidiu dar o nome de Avenue de Sainte-Clotilde à antiga Avenue des Abattoirs.

 

Em meados da década de 1980, os paroquianos de língua portuguesa ocuparam pela primeira vez este novo local de culto, partilhado com a paróquia de Sainte-Clotilde, de língua francesa. Projectada pelo arquitecto Albert Cingria, a igreja, rodeada pelas instalações do centro paroquial e da creche, é constituída por um altar em pedra natural. É dominado por um Cristo poderoso e glorioso, cercado por pedras expostas. Uma estátua da Virgem, de desenho original, aponta para o tabernáculo com a mão e, na entrada da nave à direita, domina uma Virgem de Fátima, especialmente venerada pelos membros da Comunidade Católica de Língua Portuguesa de Genebra cuja freguesia é o porto de origem.

 

A Igreja Católica celebra Santa Clotilde todos os anos no dia 4 de junho.

Onde nos encontrar

CCLP

O ponto de encontro da comunidade de língua portuguesa.
a